Colorir com lápis branco: como liderar em meio a tantas cores.

· 11/10/2018 · 10:00

Quando em algum momento, nos deparamos em uma função que nos exige liderança, precisamos de algumas características que fazem com que consigamos lidar melhor com as pessoas e ocasiões.

Vamos conversar hoje sobre um paralelo entre o lápis branco e liderança.

Não duvido muito, que a maior parte das pessoas que veem um lápis branco na caixa de lápis de cor, devem se perguntar: “Mas para que serve isso? ”. Pois é, eu fui uma delas, e te falo que demorei um bom tempo para descobrir sua utilidade em meio a tantas cores.

Assim como na nossa vida, o lápis branco tem funções que também podemos aprender a ter, já que vai nos ajudar muito quando queremos nos aprimorar em questão de liderança.

O lápis branco serve para seguintes situações:

– Homogeneizar: ele tira o efeito granulado da cor, reduzindo essa irregularidade e assim suavizando o preenchimento.

– Isolar: Se por acaso você precisar colorir alguma área e para a cor não invadir uma área branca ao lado, é só passar o branco ele reduzirá incrivelmente a fixação de qualquer outra cor.

– Iluminar: Intensifica o contraste, ilumina e dá volume, trazendo a sensação mais realista ao desenho.

Essas características são necessárias para um líder diferenciado, onde o mesmo aprende a lidar com as situações de seus liderados, assim como o lápis branco, o líder suaviza problemas e irregularidades, intensifica a união da sua equipe, sabe isolar problemas de pessoas e serve como inspiração, lidera pelo exemplo.

Mas é claro que nada é tão simples como este paralelo, você deve estar pensado né?! Concordo, desenhar também não é simples, trabalhar com o lápis branco e dar esses efeitos citados também não.

Liderar exige de nós planejamento, motivação, e, me arrisco a dizer que até prever algumas situações de acordo com as escolhas que são feitas. De acordo com Frances Hesselbein, Marshall Goldsmith e Richard Beckhard, no livro O líder do futuro, 03 características valem ser citadas:

1- Crença em si mesmo;

2 – Paixão pelo trabalho;

3 – O amor pelas pessoas.

Faça uma autoanálise, de como vem agindo quando tem a oportunidade de liderar algo, pense se está sendo ouvido, se as pessoas realmente estão apenas te obedecendo ou sendo inspiradas por você. Isso sim, faz a diferença, já que para gerar inspiração e admiração, nada melhor que o exemplo de fazer primeiro.

Eu acredito que mudanças e aprendizados sempre serão bem-vindos, para que consigamos exercer e possuir estas características citadas no texto.

Lembrando que nem sempre precisamos de um cargo para sermos líderes hein.

 

Até o próximo texto! Abraço 🙂

Nádia. Atendimento da Equipe FX7

Tags:, , , , ,

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *