Manipulação ou ponto de vista?

· 09/10/2018 · 10:00

Estamos em uma época em que se faz quase tudo para ter uma ótima história, mesmo que não seja, bem, necessariamente correta ou precisa.

Após o boom das fake news, que merece ser debatida em posts futuros, a gente se esquece que não é de hoje que a publicidade sofre com a pouca confiabilidade do consumidor. Em partes ele tem razão, mas em nossa defesa, a comunicação criativa exercita muitas vezes novos pontos de vistas que, ao tirar o receptor de uma zona de conforto, incomoda-o e o faz andar pra frente.

Porém, a linha entre a manipulação e a criatividade não deixa de ser tênue.

Tanto na comunicação quanto no processo criativo, o importante é que se tenha o que chamamos de visão sincrética. A visão sincrética prima por pluralizar um fato, olhando o objeto sob todas as perspectivas possíveis. Isso amplia consideravelmente seu ponto de vista e cria novos contextos e experimentações. Isso não é manipulação, é ponto de vista diferente.

Como você descobrirá a seguir, perspectiva é realmente tudo! Tudo isso serve para mostrar que uma boa dose de ceticismo contribui para a criatividade. Olhar a imagem, entende-la, RESPEITÁ-LA, e, por que não, ressignificá-la. Isso não é manipulação, são novos pontos de vistas.

Uma imagem conta história(s). Qual vai ser? Fica a cargo de quem analisa. Do fotógrafo ao público que a vê. Por mais que o fotógrafo abra a sua lente, ele não capta a história inteira. Às vezes o detalhe de uma foto tem mais história que a foto inteira.  Ajustar o foco mental pra que ele veja várias micro histórias dentro de uma imagens deve ser nosso desafio. Isso não é manipular, é saber contar histórias.

Role para baixo para verificar a narração em perspectiva e me fala se você não olha para o fato sem pensar que ele pode ter vários significados!

 

 

Júlio César. Criação da Equipe FX7

Tags:, , , , ,

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *